O que é o Hedge e como usá-lo?

//O que é o Hedge e como usá-lo?
O Que É O Hedge E Como Usá-Lo

O Hedge é uma estratégia financeira criada no século passado, nos EUA, como uma forma dos comerciantes protegerem seus preços de variações imprevistas no ato da negociação. Chamado Fundo de Cobertura em português, a palavra Hedge vem do inglês que significa “cerca”, ou seja, proteção. O que na prática, nada mais é que um mecanismo que visa assegurar as aplicações, investimentos, pagamentos e recebimentos, das constantes oscilações do mercado. Toda empresa que tem por política mitigar riscos financeiros em suas negociações internacionais, optam por contratar este tipo de operação.

A variação do câmbio gera incertezas para quem possui dívidas e obrigações em moeda estrangeira. Empresas que importam e ou exportam regularmente, demandam meios de proteção de seus preços e podem proteger seus fluxos contratando uma operação de Dólar Futuro em Bolsa, através de um Contrato para Operações de Derivativos junto à uma instituição financeira autorizada a operar neste mercado.

A vantagem do Hedge é que o comprador pode fixar um preço de compra que garante um custo conhecido e permite estipular uma margem de lucro, eximindo-o do risco de reajuste no preço das mercadorias. O vendedor, por sua vez, fixa seu preço de venda suficiente para cobrir seus custos de produção e garante sua margem de lucro e a tranquilidade de focar na produção, eliminando suas incertezas futuras.

Há várias formas de se contratar um hedge (pagamento ou recebimento), e para cada necessidade específica da sua empresa, um modelo diferente de proteção.

 

Existem vários instrumentos para um Hedge cambial:

Dólar: A forma mais básica e simples de se proteger contra uma alta da moeda é comprar dólares no mercado à vista de moeda.

Títulos cambiais: Outra forma de hedge é comprar títulos públicos indexados à variação do câmbio. Esses papéis têm vantagens em relação ao dólar, pois pagam juros. No entanto, também é preciso destinar uma quantia praticamente igual à que se quer defender.

Opções de compra de dólar: Uma opção de compra garante o direito de comprar um ativo a um preço determinado antecipadamente. O portador de uma opção paga uma fração do valor (o prêmio) e pode exercer esse direito até um determinado dia. Se ele não exercer sua opção, perde o valor do prêmio.

Contratos futuros de dólar: São compromissos entre um comprador e um vendedor, normalmente fechados numa transação em bolsa ou intermediada por um banco. Esses contratos acompanham a oscilação do dólar no mercado à vista. Se o dólar subir, o comprador do contrato vai receber do vendedor o equivalente em reais a essa variação, dia a dia. Quando o contrato vencer, a soma das variações deverá compensar a variação do câmbio.

 

O objetivo do Hedge não é obter lucros, mas sim travar o preço. Todavia, vale lembrar que essa estratégia deve ser utilizada apenas por quem deseja preservar o poder de compra em moeda estrangeira, e não para operações de especulação e aumento de patrimônio, salvo se o investidor saiba muito bem o que está fazendo.

Para saber qual solução é ideal para sua empresa, consulte-nos!

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.